O NUER

Copyright: Rodrigo VenzonNUER surgiu em novembro de 1986 a partir de um projeto de pesquisa sobre territorialidade negra e invisibilidade no sul do Brasil. Durante esses mais de vinte e cinco anos de sua existência, vem realizando pesquisas, consultorias, criação de acervos para consulta bibliográfica e projetos editoriais em sua maioria voltados para estudos sobre populações afro-brasileiras. Na interface dos estudos afro-brasileiros, diversas pesquisas foram realizadas sobre identidades étnicas, contextos migratórios, patrimônio cultural, expressões artísticas e performáticas,  etnicidades e nacionalismos. Os principais campos de pesquisa estão situados na região sul do Brasil e algumas pesquisas foram feitas em países como os Estados Unidos, Argentina, Angola, Moçambique, Portugal, Suécia, Colômbia e Guatemala. A questão da auto-identificação, pertença étnica e das vozes dos próprios sujeitos vem assumindo um lugar de destaque na percepção, afirmação e questionamentos das fronteiras culturais que atravessam, recortam e integram os direitos individuais e coletivos no mundo atual. Estes aspectos interagem de forma dinâmica nos processos de subjetivação, criando fortes tensões entre o individual e o coletivo, o privado e o público, o local e o global. As pesquisas realizadas no NUER objetivam conhecer, compreender e, sobretudo, problematizar as identidades étnicas e as suas interfaces no âmbito das políticas culturais e dos direitos sociais. Construindo sua problemática desde a Antropologia, o NUER vem dialogando com diversas áreas das Ciências Humanas, tais como: Direito, História, Educação, Geografia, Literatura, Linguística, Artes Visuais e Museologia. O NUER integra atualmente três áreas temáticas e sub-áreas:

Educação afro-brasileira

Direitos territoriais

Diásporas africanas

Seu projeto editorial abrange, além de livros, a coleção “Cadernos Textos & Debates”, com doze edições na primeira série, a Coleção “Boletim Informativo”, os fascículos , realizados em colaboração com o Projeto Cartografia Social da UFAM e as separatas, produzidas em ocasiões comemorativas e de homenagens. post2 Acesse nossa página no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq  aqui. Intercâmbio e cooperação científica com outros grupos: Núcleos do LAS – Laboratório de Antropologia Social do PPGAS – UFSC LabRural – Laboratório de Estudos do Espaço Rural – GCN/UFSC GERTS – Grupo de Estudos Culturais, Identidades e Relações Interétnicas – UFS NAVIS – Núcleo de Antropologia Visual – CCHLA – UFRN NACI – Núcleo de Antropologia e Cidadania – PPGAS/UFRGS PNCSA – Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia – UFAM CE. DO.-Centro de Estudos do Deserto – Universidade Agostinho Neto – Angola Departamento de Estudos Literários – Universidade Eduardo Mondlane – Moçambique CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia – Portugal MNU – SC Movimento Negro Unificado – Sessão Santa Catarina IACOREQ – Instituto de Assessoria às Comunidades Remanescentes de Quilombos – RS