Núcleo de Estudos de Identidades e Relações Interétnicas
  • Evento 03/03/2015

    Publicado em 26/02/2015 às 10:50

    Seminário


  • MANIFESTO EM DEFESA DA TITULAÇÃO DOS TERRITÓRIOS QUILOMBOLAS JÁ !!!

    Publicado em 23/02/2015 às 8:56

    Pela Publicação do Relatório Técnico da Comunidade de Remanescente do Quilombo Campo dos Poli Fraiburgo  – SC

    As COMUNIDADES REMANESCENTES DOS QUILOMBOS de Santa Catarina, juntamente com o MOVIMENTO NEGRO UNIFICADO- MNU-SC vem perante a população e o povo brasileiro denunciar a grave situação de ataque aos direitos das comunidades quilombolas.

    O documento completo está disponível em Direitos Territoriais -> Documentos -> Manifesto


  • Evento 10/12/2014

    Publicado em 27/11/2014 às 11:15

    10.12.14


  • Notícia

    Publicado em 27/11/2014 às 11:15

    Roda de Capoeira recebe título de Patrimônio da Humanidade

    Reconhecimento da Unesco representa uma conquista para a cultura brasileira e valoriza as raízes africanas no País.


  • Exposição “Assentamento(s) – Adão e Eva no paraíso brasileiro”

    Publicado em 24/11/2014 às 16:36

    assentamento Exposição “Assentamento(s) – Adão e Eva no paraíso brasileiro”, da artista visual Rosana Paulino, no dia 26 de novembro, 18h, na Galeria Pretos Novos, Gamboa.

    Serão exibidos, pela primeira vez, os trabalhos que Rosana Paulino desenvolveu recentemente em sua residência artística em Belaggio, na Itália. Com esta mostra, encerraremos a programação anual da galeria, que nos últimos 12 meses recebeu cerca de 19 mil pessoas. Em 2015 continuaremos com seis exposições em nosso calendário, entre individuais e coletivas.
    Maiores Informações: http://www.rosanapaulino.com.br/

  • Evento 26/11/2014

    Publicado em 24/11/2014 às 16:34

    capoeira


  • Conferencia – UBA

    Publicado em 20/11/2014 às 15:25

    ICA


  • Evento 04/11

    Publicado em 29/10/2014 às 17:22

    Cartaz.Kadila.NUER


  • Paiol de Telha é o primeiro território quilombola reconhecido pelo Incra no Paraná

    Publicado em 23/10/2014 às 10:33

    Quase 10 anos após abertura do processo, comunidade Invernada Paiol de Telha – Fundão é a primeira do Paraná a chegar nessa fase. Assinatura de decreto que viabiliza desapropriação do território deve ocorrer ainda este ano. Mais de 30 comunidades quilombolas estão com processo de titulação em andamento no estado. Fonte: Assessoria de comunicação da Terra de Direitos.

    PaiolPara acesso a reportagem completa acesse: http://terradedireitos.org.br/2014/10/21/paiol-de-telha-e-o-primeiro-territorio-quilombola-reconhecido-pelo-incra-no-parana/

    Assinatura da portaria de reconhecimento do território da comunidade Paiol de Telha (Foto Paulo Henrique Carvalho_MDA)


  • III SEMINÁRIO SOBRE OS DIREITOS DAS COMUNIDADES REMANESCENTES DE QUILOMBO

    Publicado em 15/10/2014 às 10:19
    O Curso de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, campus Serro, promove o III Seminário sobre os direitos das comunidades remanescentes de quilombo, que será realizado nos dias 30 e 31 de outubro e 01 de novembro de 2014, às 19h, no auditório (Praça João Pessoa, 74, Centro).
    O tema desta edição será a rememoração, a reconstrução e a reflexão das práticas pretéritas e atuais de resistência à opressão, que foram e são desenvolvidas pelas comunidades quilombolas do Serro, contra os regimes políticos (pretéritos e atuais) responsáveis pela instauração de uma ordem social que promove a opressão, exploração e extermínio da forma de vida quilombola na região do Alto Jequitinhonha. Pretende-se, com isso, refletir sobre as formas de luta política e jurídica, que podem ser utilizadas para a defesa dos direitos materiais e culturais das comunidades remanescentes de quilombo. O evento terá um caráter interdisciplinar e contará com a participação de professores, agentes públicos, lideranças de movimentos sociais e quilombolas, que se dedicam aos temas relacionados à efetivação dos direitos das comunidades tradicionais. Os alunos interessados poderão fazer suas inscrições no Diretório Acadêmico Ministro Pedro Lessa, estando os moradores de comunidades quilombolas isentos do pagamento da taxa de inscrição. O valor da inscrição para associados ao D.A é de R$ 15 (quinze reais) e, para não-associados, R$ 30,00 (trinta reais).

    Para maiores informações acesse: http://www.inesc.org.br/noticias/noticias-gerais/2014-1/outubro/mg-2013-iii-seminario-sobre-os-direitos-das-comunidades-quilombolas-em-serro